Conheça um homem de família em Ozark

O que as séries Família Soprano, The Shield e Breaking Bad têm em comum? A corrupção, crime organizado e violência gráfica. Se você gosta só desses elementos, não precisamos nem ir muito à fundo para falar sobre Ozark, a nova produção original da Netflix que vai, num primeiro momento, essa mesma pegada. Mas não é só isso.

A trama

A pegada vai na moral duvidosa de quem acha que está fazendo tudo o que pode para garantir a felicidade e a segurança de sua família. Tony Soprano mata quem cruzar o caminho de sua família, enquanto o detetive Vic Makey, de The Shield, faz acordo com traficantes para conseguir mais grana para cuidar de sua filha autista. E claro, o ex-professor de química Walter White, que vira o maior produtor de metanfetamina para dar um futuro melhor para seus filhos.

Nesse cenário de vender a alma ao diabo, é onde se encaixa Marty Byrde, personagem central de Ozark. Ele não só vendeu a alma ao diabo, no caso um dos mais poderosos e violentos carteis mexicanos de tráfico de drogas, como pintou um alvo bem grande na cabeça de sua esposa e dois filhos. Marty ficou seduzido pelo desafio de mostrar sua esperteza de conseguir lavar milhões de dólares para esse cartel, com conhecimento de sua esposa, Wendy. Seu sócio, contudo, achou que poderia faturar um troco por fora, desviando uma parte pequena desses milhões para sua própria conta.

O desenrolar

Mesmo usando o clichê básico de ficar devendo milhões por uma dívida de outra pessoa, Marty convence Del, representante do cartel, que ele pode não só devolver a grana roubada pelo ex-sócio, como também, abrir um novo mercado para lavagem de dinheiro. E esse lugar é Ozark, uma região de lagos no interior do estado do Missoure, que fica lotado de turistas durante as férias de verão.

E para por aí esse comentário. A partir desta decisão, Marty e sua família começam a viver pelos pecados do pai, numa tensão constante. Afinal, será esse abnegado, mas alucinado pai, vai conseguir entregar o que prometeu? Além da batalha constante para montar sua “lavanderia especial”, Marty tem que enfrentar não só a resistência dos moradores locais, como também outros competidores, nessa insana batalha pela sobrevivência.

A resolução

Ozark revela ao público que Jason Bateman não é apenas um ator de comédias como Arrest Development ou filmes românticos da Sessão da Tarde. Além de atuar como produtor e dirigir vários episódios da primeira temporada, Jason dá um show dramático, especialmente em momentos de confronto: seja com Del, feito magistralmente por Esai Morales (How to Get Away With Murder), como também para a premiadíssima Laura Linley, que interpresa sua conivente esposa.

O desespero

Não é, contudo, uma série fácil, onde os personagens estão moralmente obrigados a serem o que tem que ser. Ozark é uma mistura de tragédia anunciada sem humor negro. Uma mistura que você não pensa duas vezes em assistir o próximo episódio com desespero. Sem ansiedade, apenas desespero…

Comentários

ResumoOzark é uma série que redefine a palavra "desespero".
4.0
Critérios
Direção
Roteiro
Produção
Elenco
Observações:
  • A tensão total a cada minuto é inquietante.
  • Não existe almoço grátis na vida do lavador de dinheiro.
  • Jason Bateman detona como contador do tráfico.
  • Laura Linley é Laura Linley.
  • Uma história fascinante que leva o homem comum à beira do abismo.
  • Nunca passe suas férias numa região como Ozark.
Avaliação dos leitores: 0(0 Votos)
Dê sua nota