Bellatrix Lefay tomou vários sustos este ano e elegeu os
5 melhores filmes de terror de 2016

Quem é fã de terror viu, aqui na Freakpop, que a nossa colunista amada, Bellatrix Lefay, ficou atenta aos principais lançamentos do gênero, já que somente ela tem maturidade para encarar tantos sustos, mortes, fantasmas, espíritos e gritos. Entre diversos longas assistidos por ela, cinco marcaram a crítica. Bora saber mais? Confira os 5 melhores filmes de terror de 2016:

5º LUGAR: 12 Horas para Sobreviver: O Ano da Eleição (Universal Pictures)

“As mortes aqui recebem uma roupagem dramática e orquestrada com cuidado. Como só há uma noite dessas por ano, as pessoas seguram seus ímpetos e acumulam uma verdadeira miríade de sentimentos e vontades, tornando a ocasião um verdadeiro espetáculo. As roupas, os acessórios, as armas e os métodos são bem montados. Isso acaba dando uma roupagem até mesmo exagerada, lembrando muito os movimentos das enfermeiras de Silent Hill (2006), com expressões meio stop motion.”
Leia aqui a crítica na íntegra.

4º LUGAR: OUIJA (Universal Pictures)

“Ouija – A Origem do Mal está chegando aos cinemas e já conferimos o material para palpitar. E o diagnóstico é positivo! Não tem nada de banhos de sangue, de mortes a rodo, sustos para dar e vender. O roteiro toma seu tempo para apresentar as personagens, quem são e introduzem o sobrenatural de maneira fluída, leve e natural.”
Leia aqui a crítica na íntegra.

3º LUGAR: Invocação do Mal 2 (Warner Bros.)

“Na nova trama do casal Warren (Patrick Wilson e Vera Farmiga) o roteiro é primoroso, as atuações são muito bem estruturadas, a edição e fotografia estão de parabéns. Não é a toa que, após o término, aplausos podiam ser ouvidos no cinema.”

Leia aqui a crítica na íntegra.

2º LUGAR: A Bruxa (Universal Pictures)

“A melhor sacada do filme é que não entrega nada e, por mais que tudo pareça óbvio, os olhos podem enganar. O roteiro acerta em cheio. O clima lembra muito A Vila (2004), mas para por aí. Sem inovar na história, A Bruxa consegue ainda assim prender a atenção e entregar um bom material que, apesar de não poder ser categorizado plenamente como terror, o clima proposto agrada e convence. Sabe Deus com o quê Stephen King tanto se assustou com esse filme, já que há boas surpresas e cenas densas, mas não espere grandes sustos.”
Leia aqui a crítica na íntegra.

1º LUGAR: Quando as Luzes se Apagam (Warner Bros.)

“Falar sobre filme de terror não é uma tarefa fácil. Não senhores. As pessoas gostam de criticar e de arrasar com as produções. É como um prazer mórbido, um fetiche, um ápice catártico de apontar o dedo, encontrar pelinhos, falhas e criar teorias da conspiração. Pois é, a maioria dos filmes deste ano (e do ano passado, btw) abriram muita margem, muita brecha e foram torturados e massacrados. Mas há uma luz no fim do túnel e – desculpe a coincidência estranha – essa luz se chama Quando As Luzes Se Apagam. Amém! Merece o título de melhor terror de 2016, até agora.” 
Leia aqui a crítica na íntegra.

Gostaram da lista dos 5 melhores filmes de terror de 2016? Que venha 2017!

Küsses,

Comentários