A Toho vai transformar Godzilla em anime
para o seu 30° filme do monstrão

A Toho divulgou o primeiro trailer de Godzilla: Monster Planet, o novo filme em anime do monstro gigante mais famoso de todos os tempos (desculpa, Kong). Fugindo totalmente da premissa tradicional, o longa trará um planeta Terra 20 mil anos no futuro abandonado pela humanidade e totalmente dominado pelo Godzilla e os demais kaijus.

O trailer veio acompanhado de uma sinopse bem detalhada:

“O último verão do século 20. Naquele dia, a raça humana descobriu que não era os únicos reinantes do planeta Terra.

A acensão dos monstros gigantes ‘kaiju’ e o ser definitivo que pode destruí-los, Godzilla. Após meio século de guerra com as criaturas e sucessivas derrotas, a humanidade decide fugir do planeta. No ano 2048, pessoas escolhidas por uma inteligência artificial controlada pelo governo central embarcaram no cruzador interestelar Aratum rumo ao sistema Cetus no planeta Tau e, 11.9 anos-luz da Terra. Após 20 anos, a humanidade chega no planeta e descobre que será incapaz de sobreviver às diferenças entre os astros.

Um jovem imigrante chamado Haruo está abordo da Aratum. Seus pais foram mortos por Godzilla quando ele tinha somente quatro anos. Desde então, ele é consumido pela ideia de retornar ao seu planeta natal e se vingar do monstro. Com condições à bordo da nave rapidamente deteriorando, os tripulantes decidem arriscar um retorno á Terra por meio de viagem hiperespacial.

A nave chega 20 mil anos no futuro e o planeta se tornou algo completamente diferente, um ecossistema dominado por gigantescas criaturas com Godzilla no topo da cadeia alimentar. Qual será o futuro da raça humana e o destino de Haruo?”

Godzilla: Monster Planet

Godzilla: Monster Planet estreia na Netflix neste ano e nos cinemas japoneses em Novembro de 2017. O  filme foi dirigido por Kobun Shizuno (Detective Conan) e Hiroyuki Seshita (Ajin) e o elenco conta com Yuki Kaji, Takahiro Sakurai, Tomokazu Sugita, Junichi Suwabe, Kana Hanazawa, e Mamoru Miyano.

Até a próxima!

Comentários